Maior da história, Amanda Nunes vence de novo e anuncia aposentadoria

amanda-nunes-anuncia-aposentadoria-do-ufc-1686482107065_v2_900x506

Maior nome do MMA feminino, Amanda Nunes confirmou o favoritismo no UFC 289 com uma performance avassaladora. No evento realizado no último sábado (10), no Canadá, a brasileira não teve trabalho contra Irene Aldana e a dominou, vencendo por decisão unânime. Com o triunfo, a ‘Leoa’ defendeu o cinturão do peso-galo (61 kg), mas, em seguida, o vagou, pois anunciou sua aposentadoria do esporte.

Antes mesmo de ser anunciada como a vencedora da luta, Amanda fez questão de sair do octógono para cumprimentar Dana White e a alta cúpula do UFC, indicando sua aposentadoria. Eufórica, a ‘Leoa’ colocou seus cinturões do peso-galo e do peso-pena (66 kg) da companhia no centro do octógono, ao lado das luvas, e anunciou seu adeus ao MMA. Em seu discurso, a brasileira, emocionada, gritou, ‘Sou campeã dupla para sempre!’ e explicou que um fator determinante que a levou a tomar a importante decisão foi o desejo de ficar mais perto de sua família.

Maria Oliveira sofre segunda derrota seguida no UFC 289

Carreira

Amanda Nunes, de 35 anos, estreou no UFC em 2013 e, a partir daí, marcou época no MMA. Pela organização, a brasileira disputou 18 lutas, venceu 16 e perdeu duas vezes. Dominante, a ‘Leoa’ encerrou sua trajetória no esporte como campeã dupla da companhia, ostentando os cinturões do peso-galo e do peso-pena. Seus principais triunfos foram sobre Cris ‘Cyborg’, Felicia Spencer, Germaine de Randamie (duas vezes), Holly Holm, Irene Aldana, Julianna Peña, Megan Anderson, Miesha Tate, Raquel Pennington, Ronda Rousey, Sara McMann e Valentina Shevchenko (duas vezes).

A luta

Mais completa e técnica, Amanda mostrou, logo de cara, seu arsenal de golpes. É bem verdade que a ‘Leoa’ não causou tantos danos, mas controlou a luta. No minuto final do round inicial, Aldana abalou Amanda com um direto, porém esta logo se recuperou.

No segundo assalto, Amanda, veloz e afiada na trocação, seguiu no ataque dando jabs e pisava no joelho da mexicana. Aldana tentava avançar no octógono, mas era frustrada pelos golpes da brasileira. Focada, a ‘Leoa’ levava perigo para a adversária com cruzados, diretos e joelhadas. Depois de se defender de um ataque da mexicana, Amanda a derrubou pela segunda vez no round.

No terceiro round, Amanda permaneceu com a mesma postura e não deixou Aldana à vontade na luta. Ao derrubar a mexicana, a ‘Leoa’ atacou com cotoveladas. A brasileira estava tão confortável, que tentou finalizar, perdeu a posição e sequer se assustou com o avanço de Aldana. Em pé, a brasileira acertou potentes golpes na oponente.

No quarto round, Amanda seguiu acertando os melhores golpes na luta. Dona de uma força diferenciada no MMA feminino, a brasileira castigou Aldana com potentes jabs e cruzados e a abalou. Na reta final do assalto, a ‘Leoa’ também aplicou cruzados e diretos poderosos na mexicana e até uma cotovelada giratória.

Na última parcial, Amanda recebeu uma perigosa joelhada de Aldana, mas, em seguida, a derrubou. Por cima, a brasileira administrou o combate e controlou a adversária, mesclando golpes no rosto e no corpo da mesma.

Aposentadoria

“Se vocês olharem, acabei de empatar com o Anderson Silva na defesa do cinturão. Hoje é uma noite perfeita para se aposentar e viver feliz para sempre”, disse Amanda na entrevista no Octagon.

“Minha mãe estava me pedindo tanto para fazer isso (se aposentar) por um bom tempo. Ela não aguenta mais. Minha família também, Nina (sua esposa), ela tem estado muito comigo durante toda a minha carreira. Estamos nessa estrada há tanto tempo.”

“Decidi agora. Ainda sou jovem para aproveitar tudo o que fiz. Vou viajar um pouco com minha família. Também passei um tempo com minha família no Brasil. Eu os deixei tão jovens para perseguir esse sonho.”

Resultados do UFC 289:

Amanda Nunes venceu Irene Aldana por decisão unânime;
Charles ‘Do Bronx’ nocauteou Beneil Dariush no 1º round;
Mike Malott finalizou Adam Fugitt no 2º round;
Dan Ige venceu Nate Landwehr por decisão unânime;
Marc-André Barriault venceu Eryk Anders por decisão unânime;
Nassourdine Imavov vs Chris Curtis terminou sem resultado após choque de cabeças;
Jasmine Jasudavicius venceu Miranda Maverick por decisão unânime;
Aiemann Zahab nocauteou Aori Qileng no 1º round;
Kyle Nelson venceu Blake Bilder por decisão unânime;
Stephen Erceg venceu David Dvorak por decisão unânime;
Diana Belbita venceu Maria Oliveira por decisão unânime.

Compartilhe

Escrito Por

Leia Também

Maringá se reforça para a Série D

O zagueiro Luis Fernando, ex Monte Azul, chega ao Tricolor por empréstimo para a disputa...

Conselheiros do Londrina aprovam SAF com Squadra Sports

Na manhã deste sábado (20), em Reunião Extraordinária realizada na sede administrativa do Estádio Vitorino...

Londrina estreia nesta segunda na Série C decidido a subir para a B

por Rodolpho Pinduca Agora é pensar na série C, mas aspirando subir para a B...

Deixe seu comentário!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

VEC TV

Londrina x Coritiba - Melhores momentos
Londrina x Coritiba - Melhores momentos
07:33