Empate eletrizante, mas Sérvia e Camarões vão precisar vencer na próxima rodada

aboubakar_camaroes_3_x_3_suica_catar_2022_marko_djurica

A Copa do Catar teve, nesta segunda (28), sua partida mais emocionante até agora. Em duelo de reviravoltas, Camarões e Sérvia empataram por 3 a 3 no Estádio Al-Janoub, em Al-Wakrah. Embora tenham proporcionado um belo espetáculo, as duas seleções respiram por aparelhos no grupo G e precisarão vencer na última rodada para conseguir avançar às oitavas de final do Mundial. Ambas somaram seu primeiro ponto na competição, enquanto Brasil e Suíça (que se enfrentam ainda hoje) já têm três.

Antes mesmo de a bola rolar, uma surpresa: o goleiro André Onana, um dos principais nomes de Camarões, não estava relacionado para a partida. Segundo informações da imprensa do país, o jogador, que defende a Inter de Milão e foi titular na estreia diante da Suíça, teria sido expulso da delegação por divergências com o técnico Rigobert Song. Até o momento, não há posicionamento oficial da federação camaronesa. Epassy assumiu o posto de goleiro titular contra os sérvios.

O começo da partida foi de dificuldades para a defesa da equipe africana. Aos nove minutos, Mitrovic recebeu dentro da área, cortou para o meio e chutou na trave. Pouco depois, os zagueiros camaroneses se atrapalharam e a bola sobrou limpa para o centroavante sérvio, de cara para o gol. No entanto, o chute forte do camisa 9 foi para fora.

Pouco a pouco, Camarões se encontrou na partida, com boas investidas pelo lado direito, principalmente com Kunde. A evolução do time acabou premiada aos 28 minutos. Em cobrança de escanteio pela esquerda, N’Koulou desviou de cabeça na primeira trave e Castelletto apareceu sozinho, sem marcação, para completar para o gol sem dificuldades.

Mais à vontade depois de abrir o placar, a seleção africana seguiu explorando bastante o lado direito e quase ampliou com Kunde, aos 42. Porém, pouco depois, a partida teve a sua primeira reviravolta.

Virada relâmpago da Sérvia

Como tem sido costume nesta Copa, os acréscimos foram generosos na primeira etapa. Os seis minutos adicionados foram suficientes para a Sérvia alterar o panorama da partida antes do intervalo. Aos 46, em cobrança de falta na área, Pavlovic testou com firmeza para empatar.

Dois minutos depois, em jogada trabalhada na entrada da área, Sergej Milinkovic-Savic finalizou de esquerda e venceu Epassy, que não conseguiu segurar o chute rasteiro do adversário.

A Sérvia ainda poderia ter ampliado, mas o chute de Mitrovic, em contra-ataque em que a seleção europeia tinha vantagem numérica no campo de ataque, desviou na zaga e tirou tinta da trave esquerda defendida por Camarões.

Camarões arranca empate 

Na volta do vestiário, o roteiro do fim do primeiro tempo parecia estar apenas tendo continuidade. Aos sete minutos, a Sérvia ampliou a vantagem no placar em uma bela jogada coletiva. Após a roubada de bola no meio do campo, Mitrovic avançou, a bola passou por outros três companheiros, desmontando a defesa camaronesa, até o atacante receber de volta, já na pequena área, para marcar o terceiro gol dos sérvios.

No entanto, dois minutos depois, começava a segunda reviravolta do duelo, com uma substituição chave do técnico Song, de Camarões. A derrota significava a eliminação precoce para a seleção africana, o que motivou o comandante a trocar o volante Hongla pelo atacante Aboubakar.

O efeito não demorou para se manifestar. Depois de belas jogadas individuais, aos 17, Aboubakar diminuiu a desvantagem em um dos gols mais bonitos da Copa até agora. Ele recebeu nas costas da defesa sérvia, pela direita, deu um corte no zagueiro e encobriu o goleiro Vanja Milinkovic-Savic. No momento, ele não chegou a comemorar, porque inicialmente a jogada foi anulada pelo bandeirinha, mas posteriormente o VAR confirmou o gol.

Na jogada seguinte veio o empate. Aboubakar foi novamente lançado no limite do impedimento, pela direita, mas desta vez avançou e encontrou Choupo-Moting livre na área para empatar. 

Daí em diante, os dois times tiveram chances de vencer, mas já exaustos pela energia gasta em duas reviravoltas numa partida disputada às 13h no horário local, diminuíram o ritmo, sem alterar o placar.

Na última rodada do grupo G, Camarões e Sérvia só têm uma opção: vencer. Qualquer outro resultado representa a eliminação ainda na fase de grupos. O último compromisso de ambos será na sexta (2), às 16h (horário de Brasília): a Sérvia encara a Suíça no Estádio 974, enquanto a seleção camaronesa tem pela frente o Brasil, no Lusail.

Compartilhe

Escrito Por

Leia Também

Boxe: Brasil fatura 2 ouros e 3 pratas em 1º evento da Word Boxing

O boxe brasileiro subiu sete vezes ao pódio – em duas vezes com medalha de...

LEC Futmesa leva botonista ao lugar mais alto do pódio

A equipe do LEC Futmesa disputou a 3ª etapa do Campeonato Paranaense no último sábado...

Dorival Jr x Carpini. O tratamento diferente da mídia

Po Edson Ferracini O futebol enquanto metáfora da vida entrega cabeças numa bandeja às “feras...

Deixe seu comentário!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

VEC TV

Londrina x Coritiba - Melhores momentos
Londrina x Coritiba - Melhores momentos
07:33