Vinicius Jr, de novo, alvo de racismo

vinicius jr

O atacante brasileiro Vinícius Jr., do Real Madrid, espera que as autoridades espanholas punam os crimes de ódio depois que um boneco com a camisa nº 20 dele foi pendurado em uma ponte em frente ao centro de treinamento do clube antes do clássico contra o rival Atlético de Madri.

O Real recebe o Atlético pelas quartas de final da Copa do Rei nesta quinta-feira, e o boneco foi pendurado ao lado de uma faixa nas cores do Atlético (vermelho e branco) com a frase: “Madri odeia o Real”, durante as primeiras horas desta quinta-feira, de acordo com a polícia.

“Vinícius Jr. está ciente da situação, mas está totalmente concentrado no jogo desta noite”, disse um representante de Vinícius Jr. à Reuters. “Ele discutirá o assunto amanhã com seu clube e equipe jurídica, mas sua posição ainda é a mesma de antes – ele espera punição por parte das autoridades, não notas oficiais”.

A polícia disse à Reuters que nenhuma acusação tinha sido apresentada, mas que tinha aberto uma investigação por suspeita de crime de ódio após retirar a faixa e o boneco na manhã desta quinta (26).

Real, Atlético, LaLiga e federação espanhola divulgaram notas oficiais condenando o ato.

Vinícius Jr., de 22 anos, foi alvo de abusos raciais por parte de torcedores adversários em pelo menos três ocasiões: no Camp Nou, contra o Barcelona, em novembro de 2021; no estádio do Atlético, em setembro de 2022; e em Valladolid, no final de dezembro do ano passado.

Os promotores de Madri decidiram não apresentar queixa por cantos racistas de torcedores contra Vinícius Jr. em setembro depois de afirmarem que “duraram alguns segundos” e não constituíram um crime.

Em dezembro, Vinícius Jr. acusou a liga espanhola de continuar a não fazer nada sobre torcedores racistas nos estádios, depois de vídeos divulgados nas redes sociais mostrarem pessoas gritando ofensas raciais e jogando objetos contra ele durante uma partida em Valladolid.

Pelé, Neymar e outras personalidades brasileiras do futebol saíram em defesa de Vinícius Jr. em setembro do ano passado depois que um comentarista de um programa de futebol espanhol criticou o atacante.

Ele disse que Vinícius Jr. não estava respeitando os adversários com suas comemorações, comparando seu comportamento a um macaco — o que imediatamente provocou uma reação contrária nas redes sociais.

Vinícius Jr. emitiu uma declaração em vídeo de dois minutos na ocasião em resposta ao que ele chamou de insulto “xenófobo e racista”, dizendo que ele “não vai parar de dançar” e que “a felicidade de um brasileiro negro sendo bem sucedido na Europa incomoda” muitas pessoas.

Compartilhe

Escrito Por

Leia Também

APVE Londrina estreia em casa pelo Paranaense Feminino de Basquete

Da Assessoria A bola vai subir para a disputa do principal título do basquete feminino...

Londrina já está em Porto Alegre para enfrentar o Zequinha

Por Rodolpho PinducaNeste domingo o Londrina Esporte Clube enfrenta o São José em Porto Alegre...

O ANEL DE GIGES E O CORINTHIANS!

Por Edson Ferracini Imagine se o torcedor corintiano, a seu comando, pudesse ficar invisível e...

Deixe seu comentário!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

VEC TV

Londrina x Coritiba - Melhores momentos
Londrina x Coritiba - Melhores momentos
07:33