LEC, um time de forasteiros?

Londrina-Sergio-Malucelli-Copia1-297x300-1

por Edson Ferracini

O que outrora trazia afetos hoje desperta, para meu espanto, até uma certa indiferença.

A forma como o nato “Caçula Gigante, hoje “Destemido Tubarão”, distanciou-se do seu povo e da sua “Filha de Londres” é assustadora, e vêm do modelo de seu gestor.

E isso transcende os caminhos da bola. A ferida aberta criada pela SM Sports pode ser simbolizada no seu sofisticado centro de treinamento, equivalente aos melhores do país, mas que sequer pode ser visitado pelo cidadão londrinense.

Já vi torcedor zombar, sentir raiva, fazer provocações.. mas o que fica é o desprezo do gestor em construir sociabilidades, estabelecer pertencimentos… E isso, infelizmente, está tornando o nosso Tubarão um clube sem alma, apesar de sua linda história.

A soberba do “estranho no ninho” desconsidera o torcedor alvi celeste, mas ele ainda está aqui, mesmo com as arquibancadas vazias.

No silêncio ensurdecedor de um grito mudo de gol que não valeu, ele ainda está aqui. No distintivo da rama do café batendo do lado esquerdo do peito, ele ainda está aqui. Mas até quando???

Quem sabe um dia a “Little London” acorda e as arquibancadas do Estádio do Café não mais necessitem de forasteiros. Eita!

Compartilhe

Escrito Por

Leia Também

Paris 2024: Brasil busca vaga no revezamento misto da macha atlética

A seleção brasileira de atletismo disputa neste domingo (21)  o Mundial de marcha atlética por...

LEC Futmesa leva botonista ao lugar mais alto do pódio

A equipe do LEC Futmesa disputou a 3ª etapa do Campeonato Paranaense no último sábado...

Londrina Futsal estreia contra o Pato Branco em casa pela Liga Feminina 2024

Renan Oliveira/N.Com Iniciando sua trajetória na edição 2024 da Liga Feminina de Futsal (LFF), a...

Deixe seu comentário!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

VEC TV

Londrina x Coritiba - Melhores momentos
Londrina x Coritiba - Melhores momentos
07:33