Resumo da obra – 3° rodada do Brasileirão 2019

0
81

Palmeiras com 12 em campo, Vasco pra “VARiar” joga mal e Flu faz história contra Grêmio

Fluminense de Fernando Diniz tem uma noite memorável (Lucas Merçon/Fluminense FC)

Por Adriano Santiago

Vasco da Gama 1 x 1 Corinthians

O Vasco mandou o jogo contra o Corinthians em Manaus, e começou perdendo mesmo jogando melhor, mas não muito. O time Paulista jogou mais fechado e saiu na frente com Mateus Vital aos 16′ da primeira etapa. Ainda no primeiro tempo, o cruzmaltino conseguiu o empate aos 38′ em um pênalti assinalado com o auxílio do VAR, o argentino Maxi López converteu e ficou nisso, 1 a 1.

Palmeiras 1 x 0 Internacional

Com muita confusão, o Palestra venceu o Colorado por 1 a 0. Em um jogo tumultuado, Deyverson abriu o placar para o Verdão aos 13′ do primeiro tempo em uma cabeçada após um escanteio. O Inter reclamou muito da arbitragem e de um pênalti não assinalado no segundo tempo.

“É complicado jogar aqui contra 12, o time do Palmeiras e mais o juiz” – Guerrero (atacante colorado)

Chapecoense 1 x 1 Athletico

O rubro-negro paranaense foi até Chapecó com o time quase todo reserva e mesmo assim dominou a equipe catarinense na maior parte do jogo. Os gols só aconteceram no segundo tempo. Rony anotou para o Furacão após o chute desviar na zaga Condá e morrer no fundo das redes. O mesmo Rony teve a chance de definir o jogo mas desperdiçou, o castigo veio aos 43′ com Everaldo, artilheiro da Chape que só botou pra dentro o rebote dado pelo goleiro athleticano Santos. E a peleja disputada no sol escaldante das 11 horas, ficou no 1 a 1.

São Paulo 1 x 1 Flamengo

No Morumbi com um público razoável, o Flamengo com metade do time titular poupado colocou o São Paulo no bolso, e abriu o placar aos 7′ do primeiro tempo com Berrío. Mesmo perdendo, o Tricolor não conseguia chegar ao gol carioca, e quando chegava era mais na vontade do que na qualidade. De tanto tentar, o time Paulista conseguiu o empate já no final da partida com Tchê Tchê, aproveitando o rebote da cabeçada de Hernanes aos 37′ do segundo tempo.

Grêmio 4 x 5 Fluminense

No jogo mais emocionante da rodada, o Grêmio sapecou 3 a 0 logo de início, André aos 5′, Everton Cebolinha aos 12′ e Jean Pyerre aos 21′. O jogo aparentemente estava definido, mas o Fluminense correu atrás e diminuiu o prejuízo aos 38′ com Yone González e fez mais um logo em seguida aos 40′. Em uma lambança do goleiro Júlio César, que ao tentar fintar o atacante do Fluminense, perdeu a disputa para o avançado carioca. Luciano deixou o arqueiro no chão e fez o segundo.

No segundo tempo, o Flu empatou aos 9′ com Matheus Ferraz aproveitando o rebote. E para a loucura do técnico gremista Renato Portaluppi, o time das Laranjeiras fez o quarto de pênalti, cometido Kannemamm e convertido por Pedro. A equipe gaúcha ainda empatou aos 38′ na cabeçada do próprio Kannemamm que se redimiu da besteira feita momentos antes. Mas a noite era do técnico Fernando Diniz, que viu Yone González chutar e no desvio em Léo Moura, fazer o quinto aos 46′ e fechar a conta em 5 a 4 para Tricolor Carioca.

Outros resultados

Ceará 1 x 2 Atlético-MG – Castelão(CE)

Cruzeiro 2 x 1 Goiás – Mineirão(MG)

Botafogo 1 x 0 Fortaleza – Engenhão(RJ)

CSA 0 x 0 Santos – Rei Pelé(AL)

Bahia 1 x 0 Avaí – Fonte Nova(BA)

[email protected]

Deixe uma resposta