É Campeãããoo! CAP bate o Toledo e conquista o Bi

0
102
CAP sub-23 repete 2018 e garante o título do Paranaense 2019 (Foto: Reprodução/Twitter Athletico PR)

Com mais de 29 mil pessoas na Arena da Baixada, time sub23 do Athletico não deixa o Bi escapar

Por: Guilherme Bernardi

Quem olhasse as campanhas dos dois clubes e, principalmente, o desempenho no segundo turno, poderia achar que o Athletico-PR atropelaria o Toledo e se sagraria campeão. O Toledo fez campanha, no geral, de clube rebaixado e só não caiu porque conquistou o primeiro turno. O CAP, do outro lado, fez a primeira metade do campeonato abaixo do esperado, mas engrenou na segunda, fez a melhor campanha, muitos gols e goleadas (com direito a um 8 a 2 contra o então recém-campeão Toledo na abertura do segundo turno). Um time em baixa e o outro em alta. A final, entretanto, foi menos previsível do que parecia que seria.

Na primeira partida, o Toledo conseguiu arrancar uma vitória em seu estádio. 1 a 0, com gol aos 47 do segundo tempo. Para que o sonho do time do oeste do Paraná fosse concretizado, bastava um empate na Arena da Baixada neste chuvoso domingo de Páscoa (21). Já o Athletico, dono da melhor média de público do estadual (dados do Globoesporte.com), com 7.649 torcedores de média, levou na final quase 30 mil pessoas para empurrar o time rumo ao bicampeonato paranaense. Os 29.130 athleticanos presentes viram Matheus Rosseto abrir o placar e igualar a final logo aos 6 minutos da primeira etapa. Cobrança de falta desviada e bola no canto. 1 a 1 no agregado das duas partidas.

Do gol em diante, a bola só entraria na disputa de pênaltis. O Athletico até tentou matar a final dentro dos 180 minutos, mas parou na trave e no goleiro André Luis. A decisão de quem seria o campeão foi então para as penalidades máximas.

Foram nelas, no primeiro turno, que o Toledo bateu o Coxa. Naquela oportunidade o aproveitamento foi muito baixo, com as primeiras 5 cobranças perdidas e um resultado final de 12 cobranças e apenas 5 conversões (3 do Toledo e 2 do Coritiba). Dessa vez, entretanto, a situação foi diferente. As mesmas 12 penalidades foram batidas, mas agora apenas uma foi perdida. Na primeira cobrança das alternadas, Adriano perdeu para o Toledo e viu Khellven converter a sua e garantir o título estadual. Assim como em 2018, o time sub23 do Athletico-PR foi o Campeão Paranaense de 2019. O Toledo, do outro lado, não tem muito do que reclamar. Após o 3º lugar em 2008, até então a melhor colocação numa edição do estadual, agora um vice-campeonato estadual.

Ficha Técnica:

CAP:

Léo; Lucas Halter, José Ivaldo, Éder (Jaderson) e Khellven; Erick, Matheus Rosseto (Matheus Anjos), Vitinho, Marquinho e João Pedro (Gabriel Poveda); Bergson.

Técnico: Rafael Guanaes.

Toledo:

André Luiz; Everton, Eduardo, Fandinho, e Matheus Duarte; Jhonatan, Khevin (Adriano), Revson e Pacato, Marcelinho (Guilherme Rend) e Eduardinho (Léo Teles).

Técnico: Agenor Piccinin.

Local: Arena da Baixada (Curitiba-PR)

Arbitragem: Rodolpho Toski Marques no apito, com Bruno Boschilia e Ivan Carlos Bohn nas bandeiras

Público: 29.130 torcedores / Renda: R$ 640.070

(Foto: Reprodução/Twitter Athletico PR)

Por: Guilherme Bernardi

Deixe uma resposta