Londrina viajará mais de 14 mil km na primeira fase da Série C

1
53
Aeroporto de londrina.

Por Guilherme Lima

Londrina vai percorrer mais de 14 mil km só na primeira fase na Série C; pontuação desejável para a classificação é chegar aos 32 pontos; para não cair o número é 22

Com adversários de cinco estados, de dois do Sul e três do Sudeste, o Londrina vai enfrentar mais de 14 mil km somente na primeira fase da Série C, entre ida e volta nos deslocamentos. As duas viagens até o estado de São Paulo serão as “menos” desgastantes.

Na primeira fase, serão nove viagens.
Para se classificar, baseado na média dos últimos anos, com 32 pontos o Londrina passa de fase. Pode entrar até com menos, dependendo do desempenho.
E, dependendo do andar da carruagem, poderá ter que somar mais.

Quando jogou a Série C pela última vez, em 2015, e perdeu a final para o Vila Nova, o Londrina passou como campeão do grupo B, com 34 pontos.

Para evitar o rebaixamento, 22 pontos serão suficientes, segundo a média dos últimos certames.
Pode até ser menos, dependendo do desempenho dos demais. Com 22, escapa tranquilamente.

Se avançar, outras três viagens no quadrangular semifinal, em que duas equipes de cada chave vão subir para a Série B (serão dois quadrangulares semifinais). Passam os quatro melhores de cada chave na fase inicial: o 1 e o 3 de uma chave mais o 2 e o 4 da outra.

Tubarão vai começar a caminhada dia 10/08, segunda próxima, 20h, no Estádio do Café, contra o Criciúma.
Futebol segue sem torcida nos estádios.

CONFIRA OS DESLOCAMENTOS:

Adversários do LEC na Série C
LEC ESTÁ NA CHAVE B
Segundo o Guia de distância entre cidades do Google:

SÃO PAULO
São Bento – Sorocaba (471km)
Ituano – Itú (472km)

SANTA CATARINA
Brusque – 630km
Criciúma – 875km

RIO GRANDE DO SUL
São José – Porto Alegre (1.130km)
Ypiranga – Erechim (710km)

RJ
Volta Redonda (845km)

MG
Tombense – Tombos (1.212 km)
Boa – Varginha (730km)

Por distância:
1 São Bento – Sorocaba (471km)
2 Ituano – Itú (472km)
3 Brusque – 630km
4 Ypiranga – Erechim (710km)
5 Boa – Varginha (730km)
6 Volta Redonda (845km)
7 Criciúma – 875km
8 São José – Porto Alegre (1.130km)
9 Tombense – Tombos (1.212 km)

Total de distância – ida e volta:
14.150km

Na outra chave, a chave A, estão – por distância de Londrina:

Vila Nova – Goiânia – Goiás- 903km
Jacuipense – Riachão do Jacuípe – Bahia – 2.210 km
Imperatriz – Maranhão -2.291km
Remo e Paysandu – Belém – Pará -2.886km
Treze – Campina Grande – Paraíba – 2.936 km
Santa Cruz – Recife – Pernambuco – 2.954km
Ferroviário – Fortaleza -Ceará – 3.023km
Botafogo – João Pessoa – Paraíba – 3.072km
Manaus – Amazonas – 3.633km

Viagens longas, times tradicionais.
A Série C não será moleza!
Vamos torcer para o retorno do Londrina para a Série B!

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta