LEC, o time das apostas, agora aposta em Mazola Jr

1
116

Um torcedor do Londrina Esporte Clube, num dos grupos de whats app focados no time, resumiu o que ele pensa sobre o Tubarão: “parece um cassino, são apostas o tempo todo”.

É o estilo do gestor do futebol do LEC, o empresário Sérgio Malucelli. Quem acompanha de perto o trabalho que ele desenvolve no time desde que assumiu a gestão do futebol tem esta impressão. Malucelli está sempre apostando em jogadores desconhecidos, em técnicos iniciantes. Às vezes acerta, outras não. E segue o jogo.

E 2019 tem sido um resumo dos últimos anos. Ele apostou no técnico Alemão, que comandava as categorias de base, e deu certo. Alemão, usando vários pratas da casa – apostas de Malucelli -, fez um bom campeonato Paranaense e um excelente início de campeonato brasileiro da Série B. Mandou bem ainda na Copa do Brasil.

Alemão foi demitido depois que alguns atletas se machucaram, o gestor vendeu vários jogadores e trouxe outras apostas. A equipe desandou. Não estava bem, mas pelo menos o time tinha uma estratégia de jogo, era valente. E, os famosos detalhes, impediram uma ou outra vitória.

Foi convocado um velho conhecido: Cláudio Tencati, que ficou quase sete anos no comando do LEC e depois que deixou o time não conseguiu sucesso nas demais equipes que comandou.

Desta vez Tencati não confirmou a aposta. Em oito jogos perdeu 7.

Agora chega Mazola Jr. Técnico há dez anos, dirigiu equipes como o CRB, Sport Recife, Botafogo-SP, Criciuma e comandou a Ponte Preta no começo do campeonato Paulista deste ano. Na Macaca foram 5 jogos: duas derrotas, dois empates e uma vitória.

Mazola tem sido chamado nos últimos anos para apagar incêndios. Foi assim quando evitou o rebaixamento do Criciuma. No currículo, apenas o título de campeão Alagoano, em 2016.

Mazola vai pegar um time atordoado por ter passado nas mãos de outros três técnicos no ano, cada um com estilo quase antagônico. Por isso o time está confuso. Para piorar, continuam chegando atletas fora de forma e sem grande expressão no cenário nacional.

Pode até dar certo. E neste caso dar certo será a permanência na Série B. Mais do que isso é um exagero.

Mas é uma aposta.

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta