Dez equipes e o sonho de disputar a primeira divisão do Paranaense

0
371
Independente São Joseense é o grande destaque da competição (Foto: Facebook Independente S.J)

Por: Junior Azevedo

Deficitário, fraco tecnicamente, sem expressão e valor. Esses termos são usados por torcedores e parte da imprensa quando o assunto é o Campeonato Paranaense. De fato, essas expressões condizem com o que representa o torneio hoje, porém, há quem dê muito valor.

Desde o dia 4 de Abril, 10 equipes iniciaram a Divisão de Acesso do Campeonato Paranaense. Independente São Joseense, Batel, Iraty, Paranavaí, Nacional, Rolândia, Apucarana Sports, PSTC, União Beltrão e Prudentópolis disputam duas vagas na elite paranaense. Abaixo, conheça um pouco de cada equipe participante do campeonato.

Independente São Joseense: Fundado em 2015, a equipe de São José dos Pinhais, disputa pelo segundo ano consecutivo a divisão de acesso. Caçula da competição, o clube busca pela primeira vez na sua história o acesso para a primeiro divisão do Campeonato Paranaense. A casa da equipe é o Estádio do Pinhão, com capacidade para 6 mil torcedores. O palco da cidade é conhecido pelo gramado sintético, motivo de reclamações dos adversários.

Batel: Fundado em 1951, à Associação Atlética Batel profissionalizou-se somente em 1980, disputando as primeiras competições oficiais. Natural de Guarapuava, o “Lobo”, como é conhecido, está 18 anos sem disputar a elite do Paranaense. Pelo terceiro ano consecutivo na divisão de acesso, a equipe de Guarapuava tenta encerrar esse tabu. A casa da equipe é o Estádio Waldomiro Gelinski, com capacidade para 3.440 torcedores.

Iraty: Fundado em 1914, o Iraty Sport Clube é o clube mais antigo que disputa esta edição da divisão de acesso. Natural de Irati, o azulão foi campeão do Campeonato Paranaense em 2002, principal conquista da história do clube. A última participação do Iraty no Campeonato Paranaense foi em 2012, ou seja, a equipe está há sete anos sem disputar a elite do estado. A casa do azulão é o Estádio Coronel Emílio Gomes, com capacidade para 8 mil torcedores.

Paranavaí: Fundado em 1946, o ACP (Atlético Clube Paranavaí) disputa pelo sexto ano consecutivo a divisão de acesso. Campeão em 2007, o “vermelhinho” bateu na trave nos dois últimos anos na busca pelo acesso. Dono do maior estádio da competição, a equipe de Paranavaí busca a vaga na elite do estado com todas as forças nesta temporada. A casa do vermelhinho é o Estádio Waldomiro Wagner, com capacidade para 24 mil torcedores.

Nacional: Fundado em 1947, o Nacional Atlético Clube, da cidade de Rolândia, foi um dos promovidos para divisão de acesso nesta temporada. A tradicional equipe do norte do estado ficou dois anos inativo por falta de recursos. Retomando as suas atividades em 2018, o Nacional conquistou o acesso da terceirona para divisão de acesso já no primeiro ano. A última participação do NAC na elite do Paranaense foi em 2015. O palco da cidade é o Estádio Erich George, com capacidade para 2.500 torcedores.

Rolândia: Fundado em 1973, o REC (Rolândia Esporte Clube) disputou inicialmente apenas competições amadoras. Após 15 anos, a equipe caçula de Rolândia ficou inativa, retornando apenas em 2017, após ver o seu rival da cidade “fechar as portas”. Em pouco tempo, o REC conseguiu subir da terceirona para a divisão de acesso, e disputará a competição pelo segundo ano consecutivo. Junto com o Nacional, o Rolândia também manda os seus jogos no estádio Erich George.

Apucarana Sports: Itinerante, o Apucarana Sports já passou por três cidades desde a sua fundação em 2013. Inicialmente, a equipe se chamava Cincão Esporte Clube, em referência ao maior bairro da cidade de Londrina-PR. Com poucos recursos e apelo popular, o Cincão transferiu-se para Arapongas em 2015, transformando-se no Grêmio Araponguense. Em 2016 a equipe mudou para a vizinha Apucarana, e o nome da equipe foi mudado para Apucarana Sports. Dois anos na nova cidade foi suficiente para a equipe chegar até a divisão de acesso. A casa da clube é o Estádio Municipal Olímpico Barreto, com capacidade para 10 mil torcedores.

PSTC: Fundado em 1994, a equipe natural de Londrina-PR focou, inicialmente, apenas nas categorias de base, revelando grandes nomes como Dagoberto, Jádson e Klebérson. A equipe passou a disputar competições oficiais somente em 2010. Porém, o ápice foi em 2015, quando o PSTC conquistou o acesso à elite do estado. Foi neste ano que a equipe fez a parceria com Cornélio Procópio-PR, e passou a se chamar PSTC Procopense. Rebaixado em 2017, o clube disputa pela segunda vez consecutiva a divisão de acesso. A casa da equipe em Cornélio Procópio é o Estádio Ubirajara Medeiros, com capacidade para 6 mil torcedores.

União Beltrão: Fundado em 1956, o Clube Esportivo União foi rebaixado na temporada passada para a divisão de acesso. A equipe de Francisco Beltrão chegou na elite pela primeira vez na sua história em 2018, porém, a euforia da cidade durou apenas um ano. A casa do clube é o Estádio Anilado, com capacidade para 12 mil torcedores.

Prudentópolis: Fundado em 2007, o Prudentópolis Futebol Clube caiu juntamente com o União Beltrão na temporada passada. Com cinco participações na elite, a equipe é apontada como um dos favoritos para o acesso. A casa do Prudentópolis é o Estádio Newton Agibert, com capacidade para 5 mil torcedores.

Divisão de Acesso 2019
Com o início no dia 4 de Abril, a edição 2019 da divisão de acesso está na reta final da primeira fase. Restando três rodadas para o final da primeira fase, nove equipes disputam as oito vagas para avançar à segunda fase. Com três rodadas de antecedência, o Iraty já está rebaixado para a terceira divisão. Em seis jogos, a equipe perdeu os seis. Na primeira rodada, o Iraty escalou sete jogadores sem ter os seus contratos publicados no BID (Boletim Informativo Diário), e deverá perder 23 pontos após o término da competição, ou seja, já está mais que rebaixado.

Pela ponta, a briga segue equilibrada. O Independente São Joseense é o atual líder com 14 pontos, três a mais que o Batel e o União Beltrão. PSTC e Prudentópolis aparecem na quarta e quinta posições com 10 e 9 pontos, respectivamente. Seguidos de Rolândia e Paranavaí com 8, Nacional com 7 e Apucarana Sports com 6. A primeira fase da competição é dividido em turno único. Os oito primeiros avançam para segunda fase, os dois últimos serão rebaixados para a terceirona.

Jogos da 7ª Rodada da Divisão de Acesso
Nacional x Apucarana Sports
Independente São Joseense x Batel
Paranavaí x PSTC
Rolândia x Iraty
União Beltrão x Prudentópolis

Foto: (Reprodução/Junior Azevedo)

Fale com o jornalista: [email protected]











Deixe uma resposta