Começa a nova temporada do NBB. 16 equipes estão na briga

0
39
da Assessoria NBB

Por Felipe Gomes/NBB

O NBB CAIXA 2019/2020 começa neste sábado, Minas Tênis Clube e Flamengo farão a partida de abertura da competição, às 12h50, na Arena MTC, em Belo Horizonte (MG), com transmissão ao vivo na Band.

O NBB cresceu e este ano serão 16 equipes participantes: Basquete Cearense (CE); Sendi/Bauru Basket (SP); Botafogo (RJ); Corinthians (SP); Flamengo (RJ); Sesi Franca Basquete (SP); Life Fitness/Minas (MG); Mogi das Cruzes/Helbor (SP); Paulistano/Corpore (SP); Pato Basquete (PR); EC Pinheiros (SP); Renata/Rio Claro Basquete (SP); São José Basketball (SP); São Paulo FC (SP); Unifacisa (PB); Universo/Brasília (DF).

Nada melhor do que começar com um duelo entre duas das melhores equipes do campeonato, que possuem elencos recheados de jogadores consolidados no basquete nacional e internacional. Dentre esses craques, três em especial chamam a atenção: os alas Leandrinho Barbosa e Alex Garcia, do Minas, e Marquinhos, do Flamengo.

Companheiros de Seleção Brasileira há mais de 10 anos (desde 2007, após as primeiras convocações de Marquinhos), os três dominaram as alas do selecionado verde-amarelo nesse período. Juntos, eles já disputaram nada mais nada menos que três Copas do Mundo (2010, 2014 e 2019) e duas Olímpiadas (2012 e 2016).

“Nossa relação é maravilhosa. Já estamos juntos há muitos anos, e quando não é em Seleção estamos juntos fora da quadra sempre fazendo alguma coisa por sermos amigos. Joguei com o Marquinhos em Bauru antes de sair do país, então temos uma história muito bacana. O Alex é meu parceiro de quarto já há 20 anos jogados na Seleção Brasileira. Pra mim está sendo um grande prazer jogar ao lado dele, a gente sempre combinou e quis estar junto em alguma equipe. Isso aconteceu agora, então queremos fazer bonito e deixar um legado bacana”, afirmou Leandrinho.

Recentemente, os três tiveram uma boa experiência na Copa do Mundo da China 2019. Agora, neste sábado, estarão divididos dentro de quadra, dois de um lado (Alex e Leandrinho) contra um do outro (Marquinhos). Para Alex, eles sabem diferenciar bem as coisas e quando a bola subir a amizade fica de fora das quatro linhas.

“Sabemos separar muito bem. Na Seleção estamos sempre juntos, somos amigos, independente se um joga em um clube ou outro. Dentro de quadra somos competitivos, vai sair faísca porque todo mundo quer ganhar, mas fora temos uma amizade e na Seleção a amizade é tudo pra gente”, disse Alex.

Deixe uma resposta