Brasil perde para os EUA no tie-break e dá adeus as chances de título na Liga das Nações

1
112

Seleção brasileira comandada pelo técnico Renan Dal Zotto cai mais uma vez nas semifinais da competição e disputará o bronze contra a Polônia

Por: Junior Azevedo

O Brasil foi derrotado para os Estados Unidos nas semifinais da Liga das Nações de Vôlei. A seleção brasileira perdeu por 3 sets a 2 jogando em Chicago (EUA). As parciais foram de 25/21, 17/25, 21/25, 25/20 e 15/9 para a seleção norte-americana.

Na outra semifinal, a atual campeã, Rússia, bateu a Polônia por 3 sets a 1, com parciais de 25/19, 24/26, 25/22 e 25/11. Com a derrota, o Brasil disputará o bronze contra a Polônia, enquanto a Rússia encara os Estados Unidos em busca do ouro.

O primeiro set entre Brasil e Estados Unidos foi muito equilibrado. Na reta final do set, os norte-americanos acertaram bons saques e abriram uma boa vantagem, fechando em 25/21. No segundo set foi a vez da seleção brasileira encaixar o saque e dominar o set, com destaque para o cubano naturalizado brasileiro, Leal. O Brasil fechou o segundo set por 25/17.

O terceiro set voltou a ser mais equilibrado, com as duas seleções tendo um bom aproveitamento nos saques. Na parte final do set, o bloqueio e o jogo no centro foram essenciais para o Brasil abrir uma boa vantagem e fechar o set em 25/21. No quarto set, o saque norte-americano voltou com tudo. O aproveitamento no ataque só cresceu, sempre com bons ataque do oposto estadunidense Anderson. Os EUA fecharam o quarto set em 25/20.

No tie-break o Brasil chegou a abrir 2 a 0, mas passou a sofrer com o saque norte-americano. Aos poucos, a seleção brasileira ficou displicente, e os Estados Unidos aproveitou para abrir uma boa vantagem. Quando o Brasil resolveu reagir, já era tarde. Vitória dos anfitriões por 15/9.

Pelo segundo ano consecutivo, o Brasil cai nas semifinais da Liga das Nações. Na competição anterior, o Brasil ficou na quarta posição. Desta vez, os comandados do técnico Renan Dal Zotto buscarão, pelo menos, um lugar no pódio.

Fale com o jornalista: [email protected]

Me sigam nas redes sociais:
Facebook
Twitter
Instagram

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta