Boca “engole” Athletico com garfada do árbitro

0
55

Athletico sofre virada no último minuto e perde liderança do grupo G

Tiago Nunes reclamou muito do árbitro Carlos Orbe. (Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo)

Por Adriano Santiago

Depois de sofrer uma pressão inicial o Athletico conseguiu igualar a partida, atuando de forma equilibrada em plena La Bombonera. Terminou a primeira etapa, e o Furacão não se intimidou por atuar no temido estádio argentino. O time paranaense ainda reclamou de um pênalti não assinalado pelo apitador equatoriano, no qual a bola chutada por Renan Lodi explode na mão do argentino Buffarini.

No segundo tempo o jogo ganhou emoção, e quem saiu na frente foi o CAP com o gol do argentino e carrasco do Boca, Marco Ruben que fez de peixinho aos 19′, quarto gol diante dos ‘xeneizes(anotou três no jogo de ida na Arena da Baixada). Os ‘bosteros’ deram um banho de água fria e empataram aos 25′, com Lisandro López. A igualdade no placar animou até o árbitro Carlos Orbe que foi rigoroso com os rubro-negros e brando com ‘Azuis y oros’, expulsando o volante Wellington e apenas amarelando Nández, que deu um tapa no brasileiro Rony.

Com um a menos o Furacão segurou o resultado até 49′, quando o iluminado Carlitos Tévez emendou um chute e virou para a felicidade dos torcedores argentinos e do árbitro caseiro. Com a derrota o time de Tiago Nunes perdeu a liderança e terminou na segunda colocação com nove pontos, já o Boca Juniors ficou com 11 pontos. Ambos classificados e aguardando o sorteio dos adversários na próxima segunda (13).

[email protected]

Deixe uma resposta