Água bate na bunda do LEC. Só a vitória interessa

0
59
O técnico Mazola Jr. na sala de imprensa do CT (Foto: Gustavo Oliveira/LEC)

Se o seu coração é forte e aguenta emoções, o seu caminho hoje é o Estádio do Café. O Londrina Esporte Clube enfrentará o Figueirense, lanterna da Série B, em busca de reabilitação moral e na tabela. A partida será às 19h15.

Apenas 4 pontos separam os dois times. O LEC tem 31 pontos e apenas um a mais do que o primeiro do grupo da degola, o Vila Nova que tem 30.

Pensa numa água batendo na bunda. Este é o momento do Tubarão que por várias rodadas frequentou o G4, fazendo o torcedor sonhar que poderia ser o ano da glória, o ano de voltar à elite do Brasileirão.

O Figueirense também vive dias tumultuados. Encerrou um contrato com uma empresa que fazia a gestão do futebol do time; houve ameaças de abandonar a Série B; etc. Agora contratou o técnico Pintado, com passagens por times do interior de São Paulo, para tentar terminar o ano com alguma dignidade. Porém, não está morto. Na ultima rodada venceu o América Mineiro.

Já o Londrina terá a volta de Paulinho Mocelin, que cumpriu suspensão automática. E o grupo, conforme disse o técnico Mazola, deveria ter ganho uma boa dose de dopping, depois que o gestor do time Sérgio Malucelli disse que os jogadores são umas “porcarias”.

“Se eu fosse jogador ia entrar em campo como se estivesse dopado, picado com as declarações. É nesta hora que o jogador tem que mostrar a que veio”, disse Mazola na coletiva pré-jogo.

Mazola diz que vai retornar ao “arroz com feijão”, sem inventar muito porque o que importa neste momento é o resultado.

Veja ao que ele disse na coletiva:

Deixe uma resposta