A quem sempre lhe deu a mão

1
221

O samba composto por Jorge Aragão e famoso na voz de Beth Carvalho serve de tema para a relação entre torcida e o gestor do Londrina

“Os três mil de sempre”, torcida que acompanha o Londrina em qualquer divisão. (Foto: Gustavo Oliveira/LEC)

– O povo mal agradecido! – ou – É uma vergonha! -. Quantas vezes o torcedor alviceleste ouviu este lamento no decorrer da parceria com a SM Sports. Há de se reconhecer os méritos de Sérgio Malucelli, cumprindo a promessa levar o Londrina de volta a Série B do Brasileirão.

Mas o questionamento é se o casamento está ruim, porque não pedir o divórcio? E pior, cogitar seguir casado, porém agora com separação de bens – transformar o LEC em um clube-empresa -. Não faz sentido levar dez anos de “prejuízo” e morrer abraçado. Acredito na minha ingenuidade, que o choro não é de fome, mas de birra.

Manter um time, um C.T. e uma toda a estrutura é caro. Sim, mas manter uma família também é. Em um país como o Brasil, futebol é supérfluo. Se fosse só o valor do sócio, mas também tem a passagem do busão, a gasosa do carro, o picolé do filho, até o flanelinha entra na conta. Tudo multiplicado, pois são várias partidas.

Além questão econômica, os horários não ajudam e o Estádio do Café é obsoleto. Tem que ser muito apaixonado, para tomar o sol das 11 horas de sábado na cara, sentar no cimento quente e ainda usar o banheiro “raiz”. E geralmente em campo está a carne de pescoço, porque o filé mignon já partiu para a Europa.

O dirigente ainda não compreendeu é que os ditos “modinhas” irão quando o jogo for uma final, os “pizzas” irão quando o Londrina enfrentar times do eixo Rio/SP. Mas “os três mil de sempre” estarão lá, com chuva ou sol, na terça às 21h, ou no domingo às 11h. Porque essa é a verdadeira torcida do Londrina Esporte Clube. A qual deve-se reverenciar.

Chora
Não vou ligar (não vou ligar)
Chegou a hora
Vais me pagar
Pode chorar pode chorar
Mas chora
(Vídeo: YouTube)

E para finalizar o assunto, não consigo puxar pela memória nenhum time do patamar do Tubarão que lote o estádio todo santo jogo, até mesmo na Série A. Salvo alguns casos excepcionais como Corinthians, Flamengo e etc.

[email protected]

twitter.com/adredusan

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta