A nova chance de Celsinho, o “quase” Ronaldinho Gaúcho

0
132

Em outubro de 2012, tocou o meu telefone. Ainda me recordo porque foi uma conversa diferente. Era um funcionário do Londrina Esporte Clube querendo saber se eu poderia ser o mestre de cerimônia de apresentação de um jogador que chegaria de helicóptero, contratado pela SM Sports, gestora do futebol do Londrina.

Agradeci e disse que, apesar de ter trabalhado muitos anos em TV, apresentar programas e até fazer alguns cerimoniais para empresas em eventos, estava longe de ser um cara com a qualificação de animar a chegada de um jogador. Recusei.

Mas, jornalista, perguntei quem era o tal atleta que merecia helicóptero descendo no estádio VGD. O funcionário disse que era segredo.

Dois dias depois leio as matérias da chegada de Celsinho, de helicóptero. Uma apresentação digna de um popstar.

Mesmo tendo sido editor de esportes da Folha de Londrina por alguns anos, etc, na hora me perguntei: “Celsinho é o famoso quem?”

Fui pesquisar.

Celso Luís Honorato Júnior, mais conhecido como Celsinho, iniciou nas categorias de base do São Paulo e aos 13 anos foi para a Portuguesa, habilidoso e fisicamente muito parecido com Ronaldinho Gaúcho, frequentou as seleções de base da CBF. Despertou o interesse dos russos e ainda garoto, aos 16 anos, foi transferido por 7 milhões de euros para o Lokomotiv.

Sem o mesmo futebol mágico de Gaúcho, mas com os mesmos gostos por mulheres, festas e bebida, a carreira de Celsinho na Russia não durou muito. Esquecido e fora do noticiário por um bom tempo, foi contratado pelo Londrina para a disputa do Paranaense de 2013. Inegavelmente ele trata a bola com um pouco mais de qualidade do que a maioria. Mas nunca conseguiu se firmar realmente como um grande jogador. No Londrina fez algumas ótimas partidas e outras horrorosas.

A torcida sempre o via como ídolo e vilão. Às vezes, no mesmo jogo.

Saiu, voltou, saiu de novo. Passou a perambular por times como Figueirense, Fortaleza, Paysandu, São Bento e Água Santa.

Aos 30 anos, assinou contrato com o Santa Cruz que vai disputar a Série C do Brasileirão. É mais uma oportunidade para que Celso Luis Honorato Jr recomece sua vida e, quem sabe, agora já maduro, volte a encantar os amantes do bom futebol.

Quem sabe.

No video, Celsinho, ao chegar ao LEC, conversa com o colaborador aqui do VEC, Guilherme Vanzela.

Deixe uma resposta