A derrota por 4 a 1 mostra que há muito o que fazer no Londrina

0
92

Por Cláudio Osti

A derrota do Londrina Esporte Clube, por 4 a 1, para o Athletico Paranaense, no sábado, no estádio da Baixada, em Curitiba, deixou o torcedor preocupado. Não é para menos. O Tubarão havia vencido seus primeiros dois jogos – contra o PSTC e contra o Cianorte – mesmo sem, digamos, brilhantismo, somando seis pontos importantes.

Havia a esperança de que a partida em Curitiba pudesse reforçar para o torcedor a imagem de que o time londrinense é competitivo. Os 4 a 1 mostrou que há muito trabalho pela frente. Tudo bem que a sorte não colaborou. O time perdeu até pênalti. E um gol pode sempre mudar a história de uma partida.

É importante lembrar que o técnico Alemão, que retornou agora ao LEC, pegou um time totalmente reformulado em relação ao time que foi rebaixado para a Série C do Brasileirão. Pior, as contratações que foram feitas mostra, mais uma vez, que a gestão do Londrina prefere as apostas – que vez ou outra dão certo, mas que está longe de ser regra – do que contratar jogadores mais experientes que possam garantir qualidade ao elenco.

Perder em início de trabalho é até normal. O Atlhetico, em que pese ser uma equipe de jovens, considerada alternativa, está junta há algum tempo e se preparou muito para o Estadual, coisa que o Londrina só começou a fazer agora.

Ainda não dá pra ficar bravo ou com raiva da equipe. Mas também não dá pra se iludir muito. O fato, e está claro isso, é que o ano será de sofrimento. O gestor, Sérgio Malucelli, está se despedindo e o atual presidente do clube, Felipe Prochet, está fazendo o possível para encontrar um novo parceiro. Essas transições não são exatamente simples e sem dor.

Há sinais de que novos parceiros vão chegar, mas esse tipo de negociação é demorada.

Enquanto isso, resta ao torcedor orar para que o técnico Alemão consiga dar um padrão de jogo à equipe que a torne pelo menos competitiva.

Deixe uma resposta